Editorial: Quando Eu Crescer…

Com a nova Revista Rx queremos que ela nos faça descobrir como é bom ser farmacêutico

Recentemente retornei de um curso do Rio de Janeiro. Como tenho o hábito de fazer eu mesmo uma tabulação das avaliações dos participantes, deparei-me com uma ótima surpresa.

Um dos participantes, também colega farmacêutico, escreveu “quando eu crescer, quero ser igual ao professor”.

É claro que este é um elogio e tanto (para você que me elogiou, muito obrigado!) e traz satisfação e motivação a qualquer professor. Feliz com o elogio, passei a refletir, ao mesmo tempo, sobre a responsabilidade de ser um professor.

Um professor é um educador. E educação não se resume à assuntos farmacêuticos apenas. Educação prepara para a vida, para exercer a profissão com dignidade e para torná-la visível.

Um professor espera que o aluno supere o mestre. Esse é seu papel fundamental. Ao fazer com que o aluno se supere, o professor também precisa se superar, para continuar a ser professor, ou seja, o professor é aquele que também aprende, aquele que ouve as necessidades do aluno e tenta orientá-lo para o melhor caminho.

Um professor tem que entender as diferenças: há alunos que muito sabem, outros que sabem pouco. É nosso dever tentar levar os que pouco sabem ao conhecimento e levar os que sabem mais à sabedoria.

Um professor também é um facilitador. Antes de simplesmente dar o peixe, o professor deve ensinar a pescar. Em suma, um professor ensina o aluno a aprender a aprender, enquanto ele mesmo aprende.

Foi com esta idéia, a idéia de facilitar as coisas, que desenvolvemos a Revista Rx.

Pretendemos que a Revista Rx seja técnica, sem contudo parecer chata. Queremos que seja científica, sem ter uma linguagem difícil. Queremos que ela traga novidades, queremos que ela nos mostre a ciência por detrás das coisas, queremos que ela amplie os horizontes farmacêuticos, queremos que ela seja ponte entre farmacêuticos e fornecedores, enfim, queremos que ela facilite a vida de quem a lê.

Queremos que ela saia do papel e nos leve à Internet. Queremos que ela nos faça descobrir como é bom ser farmacêutico, como é bom estudar, como é bom fazer negócios com ética e
obter os ganhos e louros de uma atividade nobre: a farmácia como um todo. Queremos também que ela nos leve aos mellhores produtos e serviços, queremos que ela
nos ajude a resolver problemas, queremos que ela nos ensine o básico, o intermediário e o que há de mais moderno.

Em meu nome e em nome dos meus colegas editores – também professores – nós esperamos que esta revista seja um reflexo do que há de melhor na farmácia em nosso país: o farmacêutico.

Nosso compromisso, a partir de agora, será facilitar sua caminhada, melhorar o relacionamento entre farmacêuticos, fornecedores, autoridades e entidades do setor, além de, é claro,
ajudá-lo a aprender a aprender.

À todos, um grande abraço.

Editorial. Revista Rx 2006; 01:4 (2 downloads)

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário