Sistemas de medida e atividade biológica de matérias primas

Existem muitas duvidas quando se trabalha com enzimas, pois em sua forma comercial elas podem receber a adição de estabilizantes, ou seja, numa dada massa do produto podemos não ter apenas enzima.

O Sistema Internacional de Unidades (SI) é, segundo a lei 5966 de 11/09/73, de uso obrigatório no Brasil. Neste sistema a unidade métrica de peso é o grama e a unidade métrica de volume o Litro. Assim, o peso das substâncias é expressa em múltiplos do grama e o volume das substâncias é expresso em múltiplos do Litro. Alguns países utilizam, além do sistema internacional, outros sistemas de medidas como o grão, a libra, etc.

Em farmacotécnica, quando queremos expressar a quantidade de uma determinada matéria prima geralmente utilizamos unidades de peso se a substância se apresentar na forma sólida. Ocorre que para algumas substâncias a unidade de peso não apresenta relação com sua atividade biológica.

As potências de algumas substâncias como antibióticos, hormônios, enzimas, vitaminas, vacinas, etc, baseiam-se em sua atividade biológica e são geralmente expressas em Unidades Internacionais ou através de outros métodos padronizados como, por exemplo, unidades USP, se o método for descrito na farmacopéia norte americana. A Unidade Internacional de potência de uma substância ou de uma preparação é definida pela Organização Mundial de Saúde que utiliza padrões biológicos internacionais ou preparações biológicas de referência internacional.

Assim, quando queremos determinar a atividade biológica de uma preparação comparamos a atividade da amostra em relação à atividade de um padrão de referência e calcula-se a sua potência relativa.

Os ensaios biológicos não têm a mesma precisão daquela obtida por ensaios químicos e a potência de um fármaco isolado pode variar quando administrado em associação com outros fármacos. Os cálculos de potências são baseados nas quantidades de doses necessárias para produzir aproximadamente efeitos iguais e não na intensidade da resposta. Os resultados obtidos são todos quantitativos já que a potência da amostra é expressa em termos do material de referência padronizado.

Existem muitas duvidas quando se trabalha com enzimas, pois em sua forma comercial elas podem receber a adição de estabilizantes, ou seja, numa dada massa do produto podemos não ter apenas enzima. Neste artigo esclaremos algumas dúvidas sobre esses cálculos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário